"Blogs de Portugal"

domingo, fevereiro 07, 2010

Arte e Cidadania

Comprei o livro de Álvaro Laborinho Lúcio, "Educação, Arte e Cidadania" e tive que o ler de imediato, pois logo que comecei as primeiras páginas não consegui parar.
Deixo aqui uns parágrafos que considero importantes.

"Educar para uma Cidadania de sucesso constituirá, pois, um objectivo ambicioso que demanda um empenhamento colectivo, esse sim, a assumir como um dever, sobretudo perante as gerações futuras!
Objectivo onde à Educação Artística, tomada na sua "máscara" de múltiplas faces, haverá de caber um lugar priveligiado.
Partilhando da ideia de que a criatividade e a imaginação são as palavras chave da educação, cabe partir para a conclusão de que "chegou a hora de colocar as actividades criativas na agenda social e abandonar o paradigma das sociedades industriais - em que se exige que a pessoa seja analítica, normativa, regulada, uniforme etc. - a favor de um novo paradigma pós industrial, em que a faculdade mais importante é a imaginação para defrontar situaçoes complexas, especulativas e de contextos múltiplos. Para isso,a representação vertical e hierarquica das matérias de educação, que relega a Educação Artística para as actividades extracurriculares, deve ser subsituída por um novo paradigma horizontal e colaborativo, baseado no desenvolvimento pessoal".

2 comentários:

  1. À imaginação e criatividade que conduzem ao desenvolvimento da pessoa no contexto da educação para a cidadania, eu acrescentaria ainda a inteligência emocional. Beijinhos Martinha

    ResponderEliminar
  2. Ora aqui está um homem verdadeiramente lucido! Ou melhor, Lúcio!...
    Beij.
    Guise

    ResponderEliminar